A nossa estrutura

Supomos que, por esta altura, já todos sabem que a Ben & Jerry’s é uma subsidiária totalmente detida pela Unilever, mas apostamos que nunca conheceste o nosso Conselho de Administração independente…

O nosso Conselho de Administração

Não se trata de um órgão administrativo no sentido convencional, mas sim de um Conselho de Administração (muito!) independente dotado de competências para proteger e defender a equidade e a integridade da marca Ben & Jerry's. Vem conhecer os membros do Conselho de Administração!

  • Anuradha Mittal é atualmente a Presidente do Conselho de Administração Independente da Ben & Jerry’s e já trabalha na empresa desde 2007. Fundadora e diretora executiva do Oakland Institute, Anuradha é uma especialista reconhecida internacionalmente em problemas de políticas de direitos humanos, agricultura, desenvolvimento e conservação. Também é membro do Conselho de Administração do Environmental Defender Law Center e do Blue Planet Project.

    Sob a liderança de Anuradha, o Oakland Institute divulgou negócios imobiliários e de investimento no mundo em vias de desenvolvimento que mostram um padrão perturbador de falta de transparência, justiça e responsabilização. A relação dinâmica entre investigação, defesa e cobertura internacional dos meios de comunicação social resultou numa série fantástica de sucessos e de organização nos EUA e no estrangeiro.

    Anuradha é autora e revisora de diversos livros e relatórios. Os seus artigos de opinião têm sido publicados em jornais de grande circulação, incluindo Los Angeles Times, New York Times, Chicago Tribune, Bangkok Post, Houston Chronicle e The Nation. Anuradha depõe frequentemente no Congresso norte‑americano e nas Nações Unidas, e fez várias centenas de palestras, incluindo a convite de governos e universidades, e dá muitas vezes entrevistas na CNN, BBC World, CBC, ABC, Al Jazeera e na National Public Radio.

    Já recebeu diversos prémios, incluindo o 2022 Feyerabend Award, o 2022 All in for Justice Award e o Endow the Future Award da Responsible Endowments Coalition. Anuradha foi nomeada a “Pensadora mais valiosa” pela revista The Nation.

    Anuradha é fã de todos os sabores da Ben & Jerry’s, mas o seu favorito de sempre é Cherry Garcia!

  • Chivy Sok, diretora executiva do Tikva Grassroots Empowerment Fund, é há muito educadora, investigadora e formadora em direitos humanos. O seu trabalho no Tikva Grassroots inclui um conjunto diversificado de dossiers, incluindo justiça ambiental, conservação centrada na comunidade, direitos humanos, responsabilização corporativa e agricultura sustentável. O Fundo apoia organizações em diferentes regiões do mundo para promover a justiça e a sustentabilidade.

    Chivy trabalhou em vários projetos de direitos humanos com diferentes organizações ao longo dos últimos 30 anos, incluindo o Comité diretivo do Fundo Ginetta Sagan da Amnistia Internacional nos EUA, e co-fundou o Devata Giving Circle, o primeiro círculo filantrópico de mulheres de ascendência cambojana e americana nos EUA. É ex-diretora de programa do Centro para o Estudo dos Direitos Humanos da Universidade de Colúmbia e ex-diretora assistente do Centro para os Direitos Humanos da Universidade do Iowa.

    Chivy concluiu a sua licenciatura em Ciência Política na Universidade da Califórnia, em Santa Barbara, onde recebeu um prémio de distinção da universidade após a licenciatura, e um Mestrado em Assuntos Internacionais na Faculdade de Assuntos Públicos e Internacionais da Universidade de Colúmbia.

    A sua vida de paixão pelo trabalho em direitos humanos está profundamente relacionada com a sua falecida mãe, Sayonn, e a sua sobrevivência dos Campos da Morte dos Khmers Vermelhos. Tal como todos os outros cambojanos durante aquele período, ela e a família passaram por uma das mais hediondas atrocidades impostas a todo um país. Depois de sobreviver a este período, a mãe de Chivy arriscou a longa viagem a pé em direção à Tailândia, onde as Nações Unidas estavam a criar campos de refugiados. Aí, encontraram refúgio e acabaram por conseguir chegar à Bay Area (São Francisco) como refugiados e novos americanos. Esta infância resultou na sua intensa dedicação à justiça social e no seu compromisso em viver a vida com alegria e gratidão. A ousadia e a coragem da mãe não só lhe deram força para sobreviver, mas também para prosperar como uma jovem mulher no país que acabava de adotar. Está agora a educar as suas próprias duas jovens feministas com o marido.

    Quando não está a trabalhar nas questões da justiça, podemos encontrar Chivy nas linhas laterais a aplaudir as duas filhas que são jogadores de voleibol determinadas e competitivas. Quando não está nos torneios de voleibol, podemos encontrá‑la a cuidar das suas suculentas, árvores de fruto e legumes com práticas agroecológicas. Adora música e dança latina e dá uns toques nas artes marciais (é cinturão negro em taekwondo).

  • É atualmente diretora de RH do grupo de negócio de Beleza & Bem‑estar, com sede nos EUA desde julho de 2022.

    Anteriormente, foi Responsável Global de Incentivos para a Unilever desde abril de 2020, com sede no Reino Unido, e antes disso, foi Vice‑presidente Global de Recursos Humanos para a divisão de Alimentos & Bebidas desde janeiro de 2018, com sede nos Países Baixos. Comecei a minha carreira na Unilever na Grécia, de onde sou oriunda, como Gestora da Qualidade Total, em 1999.

    Em 2000, passei para o Departamento de Marketing, inicialmente como Gestora de Marca dos produtos Knorr e, posteriormente, passei a ser Gestora de Marca do Grupo de todas as marcas nas categorias de Pastas de barrar, Azeites e Molhos. Em 2005, passei para o Departamento de Desenvolvimento de Clientes como Gestora de Marketing Comercial para a carteira de Alimentos da empresa. Em 2007, regressei ao Marketing e assumi o cargo de Diretora de Marketing de todas as marcas de Alimentos e Bebidas, supervisionando também o departamento de Multimédia da empresa. Assumi o cargo de Diretora de RH e Comunicações da Grécia em setembro de 2011.

    Saí da Grécia pela primeira vez em outubro de 2012 e mudei‑me para Itália, para ocupar o cargo de Vice‑presidente de Recursos Humanos e Comunicações Corporativas para Itália, Grécia e Portugal, com sede em Roma. Depois, assumi o cargo de Vice‑presidente Global de RH de Bebidas em julho de 2016 e mudei‑me para Londres. Como parte da minha carreira no marketing, foi‑me atribuído o prémio de Crescimento mais rápido da marca em 2005. Sou membro do Conselho de Administração de Gestoras Gregas e do Comité Diretivo de Mulheres Empreendedoras e oriento 20 jovens talentos do sexo feminino.

    Atualmente, sou também a representante da Unilever do Conselho de Administração Independente da Ben & Jerry’s. Estudei Administração de Empresas na Universidade de Piraeus, na Grécia, e tenho um MBA e um Mestrado em Gestão da Qualidade Total da Escola de Administração de Empresas de Aarhus, na Dinamarca.

    PESSOAL/INTERESSES/PASSATEMPOS

    Estudei Teatro em paralelo com os meus estudos universitários de Administração de Empresas e sempre gostei de uma boa peça de teatro, de um filme ou de um espetáculo de música. Adoro as artes e tento visitar o máximo de exposições de arte possível. Também sou apaixonada por história e adoro ler biografias. Fico feliz com uma boa gargalhada e viajar com a minha família é das coisas que mais gosto de fazer. Sou casada com o Konstantinos, já estamos juntos há 30 anos e temos duas filhas adolescentes, Nefeli e Natalia, que nos mantêm alerta, a tentar ser fixes.

  • Diretor-geral, Illumen Capital

    Daryn é um defensor apaixonado da justiça social e económica, especialmente para grupos desfavorecidos e marginalizados. O seu trabalho com investidores de impacto, fundos de capital privado, empresas da Fortune 100, universidades e fundações tem sido visto sob a ótica de encontrar soluções para os problemas sociais e ambientais mais prementes do mundo.

    Daryn é o fundador e o diretor-geral da Illumen Capital, um fundo de fundos de impacto que procura aumentar a igualdade racial e de género nos mercados financeiros. A Illumen Capital investe em fundos de grande crescimento, fundos de capital privado e fundos de impacto de risco e, depois, fornece orientação e ferramentas aos gestores dos fundos concebidos para reduzir o preconceito implícito. Daryn liderou anteriormente o Programa de Capitais Especiais como consultor do Conselho de Administração dos Fundos Calvert, um pioneiro no setor dos investimentos de impacto com 15 mil milhões de dólares. Através deste meio, a Calvert mantém uma carteira de mais de 40 fundos em cinco continentes, representando mais de 350 empresas de carteiras subjacentes. Antes de ser consultor da Calvert, Daryn foi Diretor de Parcerias entre Universidades e Empresas para a The Idea Village, onde criou uma plataforma que envolveu importantes firmas de capitais privados, escolas de gestão e empresas da Fortune 500 para investirem mais de 100 000 horas e 2 milhões de dólares em mais de 1000 empreendedores de Nova Orleães, após o Furacão Katrina.

    Daryn é coautor de uma investigação publicada que analisa a influência da raça nos julgamentos financeiros dos atribuidores de ativos e, atualmente, exerce funções no conselho de administração do CFA Institute’s Future of Finance Advisory Council, do New Venture Fund, e é membro do comité de investimentos da Impact Assets. Tem um MBA da Universidade de Stanford, onde exerceu funções no Conselho de Gestão do Reitor e um Bacharelato da Duke University.

  • Dave Stever, o CEO da Ben & Jerry’s, é um veterano de 34 anos, que já viu de tudo na sua careira. Dave começou como guia turístico em 1988 e, mais recentemente, exerceu funções como Diretor de Marketing ao longo dos últimos 12 anos. É a primeira vez desde que o cofundador Ben Cohen deixou o cargo de CEO em 1994 que um membro do pessoal é promovido dentro da empresa para o cargo de CEO.
     
    Dave tem sido fundamental na criação da marca Ben & Jerry’s e no impacto como uma das principais empresas no mundo liderada por valores. O seu trabalho personifica os valores, os produtos de elevadíssima qualidade e as práticas empresariais inovadoras que se têm tornado sinónimo da Ben & Jerry’s. Stever desempenha um papel fundamental e indispensável como “a melhor escolha para escrever o próximo capítulo da história notável da Ben & Jerry’s’, afirma Anuradha Mittal, Presidente do Conselho da Ben ” Jerry&s.
     
    Nos seus trinta e poucos anos, Dave estabeleceu‑se como um profissional de marketing de elevada qualidade com um forte foco nos clientes e consumidores. Liderou um marketing estratégico e tático que promove e impulsiona a missão tripartida da Ben & Jerry’s em 35 países. Durante o seu tempo de serviço na Ben & Jerry’s, Dave tem estado envolvido em inúmeras campanhas e iniciativas que vão desde compromissos de utilizar ingredientes oriundos de comércio justo, combater as alterações climáticas, rotular os organismos geneticamente modificados, apoiar os direitos LGBTQ+ e integrar o atual foco da empresa na justiça racial, ao apoiar o movimento “Black Lives Matter”, entre outros. Dave tem sido uma força motriz por trás de parcerias vencedoras com Stephen Colbert, Jimmy Fallon, Colin Kaepernick, Ava Duvernay e Saturday Night Live, criando sabores únicos, promoções e parcerias. A sua liderança em termos de inovação, ativação e ativismo orientou a empresa a alcançar mais de €mil milhões de dólares em vendas em 2021. O seu sabor favorito é Chunky Monkey. 

  • Detavio Samuels é o CEO da REVOLT, a empresa de multimédia com o maior crescimento na América, cujos proprietários são negros.

    Detavio encontra‑se no cruzamento entre cultura e conteúdo e é um dos quadros superiores mais jovens e bem‑sucedidos da América corporativa. Com antecedentes únicos enquanto “millenial” com mais de uma década de experiência executiva, ajudou uma lista impressionante de importantes empresas globais, como a Walmart, a McDonalds, a AT&T, a Chrysler, a NBA e a Johnson & Johnson, a criarem marcas de impacto com ligações mais profundas aos seus consumidores.

    Em março de 2021, Detavio foi nomeado CEO da REVOLT, a principal criadora e distribuidora de Hip Hop e de conteúdos da cultura negra, fundada por Sean “Diddy' Combs. Sob a sua liderança, a REVOLT aspira a mudar a narrativa em relação a pessoas negras em todo o mundo ao criar o maior e mais poderoso ecossistema para a narrativa da história dos negros.

    Incumbido de gerir uma equipa crescente nas duas costas do país e de encabeçar as operações diárias da empresa, Samuels está centrado no crescimento rápido e na expansão digital para posicionar ainda mais a REVOLT como a proeminente impulsionadora da cultura global. Samuels está empenhado em ajudar os “millenials” e a Geração Z a compreender melhor o mundo instável e a fomentar a mudança ao utilizar o Hip-Hop como uma lente para explorar a experiência negra globalmente.

    Samuels foi reconhecido pelo seu trabalho como executivo de marketing, tendo recebido vários prémios, incluindo ser nomeado Executivo de TV do Ano pela Digiday, um dos principais 100 Líderes de Conteúdos pela CableFax, e um Revolucionário nos Meios de comunicação social pela 100 Black Men of NY. Para além do seu trabalho notável em setores criativos, Samuels também é um autor campeão de vendas na Amazon.

    Samuels concluiu a licenciatura na Duke University, juntamente com um MBA e um Mestrado na Universidade de Stanford, tudo aos 25 anos. Samuels continua preparado para redesenhar o moderno panorama dos meios de comunicação e capacitar os criadores a criarem plataformas inovadoras que visam promover a cultura negra.

  • Sabor Ben & Jerry's favorito: Phish Food e Change the Whirled

    Música: Afro-Pop; Samba; Hip Hop de antigamente e tudo da Motown

    Livro/Filme: A Arte da Guerra (Sun Tzu); O Alquimista (Paulo Coelho) e toda a coleção de filmes do Universo Marvel (Os Avengers; Black Panther; Homem de Ferro, Homem-Aranha; todos os super‑heróis!)

    Citações: “Tudo parece impossível até que seja feito.” Nelson Mandela “Para criar David, retirei da estátua tudo o que não era de David.” Michelangelo

    Organização sem fins lucrativos ou Causa ambiental/social: Vivi em vários países durante a minha infância por ter uma família de militares. Viajar foi uma experiência que moldou a minha vida e abriu os meus horizontes. Os meus pais incentivaram-me sempre a ser uma cidadã global – a aceitar a diversidade de pessoas e culturas, ao mesmo tempo que procurava pontos em comum. Sabia que estava destinada a passar a minha vida a trabalhar em prol da paz, da justiça e da igualdade. Na qualidade de organizadora, recebi uma educação rica de um conjunto extraordinário de pessoas empenhadas em garantir os direitos humanos básicos para todos: ativistas em comunidades do Mississippi que lutavam pelo acesso igualitário ao voto; trabalhadores agrícolas migrantes e sazonais na Carolina do Norte que exigiam água potável limpa nos campos; mulheres sem‑abrigo e as suas famílias em Filadélfia que transformaram edifícios abandonados em casas a preços acessíveis; adolescentes empreendedores no South Bronx que geriam mercados de produtos hortícolas. Ao longo das últimas quatro décadas, trabalhei como co‑conspiradora da justiça e da igualdade com pessoas que são marginalizadas social, económica e politicamente. Tenho a sorte de viver a minha paixão como estratega/orientadora de organizações, comunidades, empresas e líderes que promovem políticas progressistas nas áreas da igualdade racial, direitos civis, habitação acessível, cuidados de saúde acessíveis, educação de qualidade e desenvolvimento económico comunitário.

    Um pouco de contexto… Há quanto tempo estou no BOD: Desde 1996

    A minha história com a Ben & Jerry’s: Conheci o Ben, o Jerry e o Jeff no início da Campanha “One Percent for Peace” (1% para a paz). Eu já trabalhava há anos com a Jobs for Peace para alcançar uma transferência de 25% dos dólares militares para despesas nacionais muito necessárias de educação, emprego, saúde e habitação. Os dois esforços alinharam‑se naturalmente. Pouco depois de começar a trabalhar como voluntária na Campanha “One Percent for Peace”, pediram‑me que ajudasse a idealizar a organização da Fundação Ben & Jerry's. Com conselhos de ativistas progressistas e organizadores de todo o país, a Fundação decidiu que seriam os funcionários os responsáveis pelas decisões de atribuição de subsídios. Depois de vários anos a trabalhar com a empresa em diversos projetos, fiquei encantada por ser nomeada e escolhida para fazer parte do Conselho de Administração da Ben & Jerry’s.

    Por que sou apaixonada pela Ben & Jerry's?: A Ben & Jerry’s é o derradeiro unicórnio. Quem mais poderia ter imaginado uma empresa a ser o meio ideal para promover a justiça social? A missão tripartida da empresa afirma de forma ousada que a empresa pode e deve trabalhar de uma forma que seja em simultâneo ética, sustentável e rentável. E funciona realmente! Acredito que as melhores ideias, práticas, políticas e vitórias da empresa estão à nossa frente. Estou confiante que a Ben & Jerry's irá continuar a evoluir, a reinventar‑se e a desafiar‑se de modo a concretizar em última análise a visão de um mundo justo e atencioso. Que capacidades únicas é que proporciono à Ben & Jerry's e ao BOD?: Tenho mais de 40 anos de experiência nas áreas de desenvolvimento económico comunitário, promoção de políticas públicas urbanas e rurais, desenvolvimento de organizações e empresas sociais. Estas competências foram utilizadas quando a empresa 1) desenvolveu formas de fazer parcerias com organizações sem fins lucrativos; 2) considerou as implicações para toda a comunidade de importantes decisões comerciais; 3) analisou campanhas de marketing que transmitiam uma forte posição em temas como o comércio justo; e 4) pediu apoio e incentivo ao CEO e aos quadros superiores em relação à sua visão e planeamento.

    Trabalhei com intervenientes, incluindo empresas, para criar riqueza partilhada e prosperidade tanto dentro da empresa como na comunidade mais alargada. Isto inclui competências específicas de planeamento estratégico; desenvolvimento de organizações; desenvolvimento de liderança, criação de equipas; promoção de justiça social, política e económica; e colaboração. Combinando as minhas habilitações académicas na área do jornalismo e da política, identifiquei e liguei organizações sem fins lucrativos nacionais e sediadas na comunidade para as campanhas de ativismo da empresa, bem como para os seus esforços liderados por valores. Algumas destas relações resultaram em parcerias estratégicas com a empresa.

    Enquanto membro do conselho de administração, utilizei esta combinação de competências para apoiar a conceção de estratégias que amplifiquem os movimentos sociais da empresa em direção à igualdade, à justiça e à imparcialidade. Através do meu trabalho no conselho de administração, modelei o poder das narrativas como uma estratégia para envolver os círculos eleitorais diversificados dos nossos fãs. A narrativa é agora reconhecida como uma forma singular de a Ben & Jerry’s transmitir mensagens poderosas, amplificar vozes marginalizadas e aumentar a compreensão mútua.